Assinatura RSS

Nem sobre mim eu sei de tudo

Publicado em
Do dia 3 de Julho de 2014
Você sabe que sente aquela dorzinha de barriga quando a pessoa que você gosta tá chegando perto. Você sabe do que eu to falando. Você sabe também que sente o suor frio escorrendo na nuca quando você quebrou alguma coisa e a pessoa que não podia saber tá perto e ainda não viu. Quando você tá esperando pra entrar numa entrevista de emprego e alguém que trabalha na empresa fica entrando e saindo da sala. Toda vez que isso acontece você acha que ele vai te chamar pra começar.

Você também fica com vontade de mexer as mãos, apertar os dedos, estalar e coçar quando o professor tá entregando aquela prova, mas ainda não chegou em você. Aquela prova, que você sabe que estudou muito e tá preparado.
Eu sei, você sabe que às vezes tem uns impulsos doidos na rua de entrar naquela pastelaria do chinês, que tá com um cheiro muito bom de pastel fresquinho, mas você não entra porque… Enfim, tá atrasado ou porque você simplesmente nem quer comer esse pastel gorduroso, tá só cheiroso mesmo.
Você faz uma careta involuntária quando sai do banho e coloca o cotonete no ouvido. Eu faço também.
Você adia uns minutinhos levantar da cama porque seu cachorro ou gato subiu bem na hora que você tinha decidido levantar e ficou pedindo carinho. Não dá pra negar isso.
E quando você não tá esperando que uma pessoa te toque no braço ou nas mãos e ela te toca. Você sente um arrepiozinho, mesmo sem querer.
Você também fica incomodado quando tá no banco de trás e a janela da frente tá aberta, mas no fundo você gosta daquele ventinho chato na sua cara.
Você, assim como eu, fica muito ansioso pra pegar sua mala quando tá na esteira do aeroporto e quando você avista ela de longe, parece que um filho seu tá vindo correndo te abraçar.
Você sente falta de gente que você vê todo dia, mesmo que você nem tenha intimidade com aquela pessoa. Ela faz parte da sua rotina.
Você faz todo dia as mesmas coisas de manhã, na mesma ordem.
Você também acha que poderia ter pensado melhor antes de ter falado aquilo. Mas agora já era, já falou.
Você gosta de sentar no tapete peludo e ficar fazendo carinho que nem um cachorrinho, porque aquele pelo é muito gostosinho.
Tem sentimentos variados quando um filme vai começar, dependendo das associações que você já fez. Tem um nervosinho quando vê uma parte do corpo de alguém fora do lugar ou quando morde a língua.
Você também não gosta de morder a língua sem querer.
Mas você adora quando alguém te morde de levinho.
Nós não somos almas gêmeas, eu não sei tudo sobre você.
Mas você é exatamente igual a mim.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: